terça-feira, 5 de julho de 2011

A trindade e a modernidade


                   Nenhum dogma consegue existir apenas fundado em conceitos teóricos na atualidade, ele precisa ser compreensível ao indivíduo hodierno e precisa ser pragmático para a sua vida ou leitura de sua existência. Uma religião que não seja prática estará destinada ao mitológico ou fadada ao fracasso nos dias atuais. A mensagem da Igreja necessita estar fundamentado em primeiro lugar, num Deus único que é o criador de todas as coisas, inclusive de todos os homens, inclusive daqueles que aos nossos olhos parecem ter uma cultura inferior a nossa; em segundo lugar, esse Deus se fez presente entre nós, ou seja, ele agiu e age em nossa história efetuando a salvação de toda a humanidade; por último, sua presença é vivida pela ação universal que Ele realiza pelo Seu Espírito em todos os homens, independentes da época ou do local de sua habitação. Uma evangelização fundamentada da mensagem da trindade necessita subordinar-se e acomodar-se à essa visão.

16 comentários:

  1. CAROLINA GUIZO.

    Realmente a religião dever "caminhar" na praticidade daquilo que prega e olha como verdade!!! Esta era contemporânea em que vivemos necessita ver os resultados com a maior rapidez. Contudo, como corpos de Cristo a mensagem transmitida, certamente, deverá estar voltada Aquele que é o centro de nossas vidas: O nosso Deus! Senhor este que é presente em nosso meio,disposto á salvar a todos quantos Nele crer e mover ações por meio do Espírito Santo. Desta forma consegue-se "ver" a trindade "trabalhando" no processo de evangelização!

    ResponderExcluir
  2. Concordo plenamente com cada palavra escrita pelo Pastor. E quero acrescentar que nos dias atuais a pregação esta mais voltada para a necessidade humana do que com o bem estar e a salvação da alma. Deus se tornou um mero empregado, quando Ele é o Senhor dos Senhores. Muitos artifícios são utilizados, tais como a rosa ungida, o lenço santo, quando buscar a face de Deus é preciso. O mundo precisa de uma religião fundamentada em Deus Ser Supremo criador de todas as coisas, tendo o Senhor Jesus o Cristo como Senhor e Salvador das almas e o Espírito Santo como Consolador e Auxiliador, que nos ensina e nos constrange a não errarmos o alvo.

    ResponderExcluir
  3. A evangelização na atualidade tem se esquecido de expor as doutrinas que regem o evangelho, apresentando algo superficial como: benção, milagre, prosperidade...diversas novas revelações do evangelho tem surgido nestes últimos dias, Gl 1.8 Mas, ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos pregasse outro evangelho além do que já vos pregamos, seja anátema.

    ResponderExcluir
  4. Concordo Plenamente Pastor, Ciente de tal fundamentação, e necessário que igreja retorne valores e a prática da teologia da cruz, tendo Jesus como canal intercessor entre os homens e Deus através da fé, pois a natureza de Deus visa manter um relacionamento com os homens, isso se comprova em Gn 3,8, nas alianças feitas com os patriarcas, bem como no decálogo, e para isso e necessário a compreensão de um Deus único, criador e doador de todas as coisas, que se fez homem na figura de Jesus Cristo, para levar sobre ele todo os nosso pecados, nossas chagas, e nos trazer a memória a exemplificação da humanização que Deus definiu no Jardim, antes do Pecado. Assim somente através da vivência de Cristo em nos poderemos transforma esta sociedade idólatra e consumista de dogmas que visam uma teologia egocêntrica e imediatista.

    ResponderExcluir
  5. David Assis - Aluno do 1º Ano - Ceforte 2013

    Concordo com suas palavras Pastor, acrescento ainda que o Evangelismo efetuado nos dias atuais está se esquecendo apresentar o Cristianismo tal como ele é, que é o embasamento de que necessitamos apenas do suficiente para sobreviver, e que este suficiente é garantido por Deus. Nós, Cristãos verdadeiros, temos que tranformar este Evangelismo através da renovação do nosso entendimento, onde apresentaremos a essência de Cristo em sua realidade, demonstrando verdadeiramente o que é uma vida com Deus.

    ResponderExcluir
  6. Como nos tempos de Jesus havia uma grande expectativa de viver uma vida acima da media, viver uma vida melhor, de forma a tende os espaços a serem preenchidos fisicamente e espiritualmente. Então era muito comum as pessoas irem de um lugar para o outro com a finalidade de tentar resolver seus problemas. Traçando uma ótica para nossos dias, seria como sair procurando um pastor ou uma denominação que pudesse resolver meu problema e que dependendo da proposta mais atraente eu estou dentro.
    Dentro dessa ótica as pessoas escolhiam os “julgo” colocados por seus Rabinos. E passavam a serem pessoas mais oprimidas do que no estagio inicial por acreditarem na aparência de servir a Deus com a sensação de estar no caminho certo quando na realidade eram vitimas do legalismo e da opressão em nome de Deus. Então surge Jesus em cena pregando “Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e encontrareis descanso para as vossas almas. Porque o meu jugo é suave e o meu fardo é leve.”.Demonstrando que na verdade o exigido é uma transformação não aparente e engessada, mas de dentro pra fora e sendo conduzido pelo Espirito Santo através de um evangelho de “relacionamento”, pois numa leitura inicial vemos um Jesus que tocava nos leprosos, comia com os publicanos e cobrador de impostos conversava com mulheres e com se não bastasse comprava a briga de prostitutas, Jesus comia e bebia, Jesus estava em festa, Jesus que recebia pessoas simples e famosas independente do horário conforme foi com Nicodemos e não o repreendia por estar se escondendo. Dessa forma pode ser observado a atuação do Pai do Filho e do Espirito Santo pregado num evangelismo pratico objetivo ,mas transformador pela ação do Espirito Santo pois o fardo do legalismo aprisiona forçando a viver uma vida superficial e aparente, mas a palavra de Deus nos leva a uma vida plena e eterna ao lado de Cristo.

    ResponderExcluir
  7. Carlos Henrique Silva Barbosa - aluno do 1° ano Ceforte 2013

    Percebe-se que durante toda a história, Deus vem atuando poderosamente na vida do homem para o atingir na sua plenitude, entendendo o ser humano e suas fragilidades, a igreja tem que estar atuante no contexto do indivíduo e a sua realidade, sabendo-se que isso ocorrerá embasado na palavra de Deus e todos os ensinamentos, na pessoa de Jesus que se fez homem para nos mostrar como deve ser o verdadeiro humano e na instrução do Espírito que seremos habilitados a entender e compreender o conceito de Deus de uma sociedade justa e igualitária.

    ResponderExcluir
  8. Leonardo Carlos - Aluno 1º Ano - CEFORTE 2013

    Concordo...
    E o que eu vejo hoje é que se tem pregado o que o povo quer ouvir e não o que necessita. Um evangelho que existe um Deus que salva, cura e liberta, mas que também temos que pagar o preço pelos pecados que cometemos. E que este mundo é passageiro e que Deus tem um lugar melhor seus filhos.

    ResponderExcluir
  9. Isaac Alves - Aluno 1º Ceforte 2013
    Excelente colocação, concordo plenamente, pois estamos vivendo em uma época em que a sociedade pede mais, exige conhecimento daquele que esta evangelizando, o crente ele tem provar que a sua fé é verdadeira, homem moderno não tem mais medo do diabo, isso passou ate ser um atrativo nos dias atuais, aquilo que outrora era ruim, por influencia maligna passou ser o bom e Deus que era o Consolador, o Criador, Digno de toda honra e toda gloria, hoje arquitetado pelo maligno é visto por muitos como um ser egoísta, mas isso só ocorreu por a igreja não acompanhou esse crescimento ideológico, nós vemos na Bíblia que Jesus Cristo se utilizou do meio para falar do seu amor, ele não tentou mudar a cultura mas utilizou dela para passar a sua mensagem, os cristão tem entender que o ouvinte esta sedento a ouvir a palavra, a ser abraçado a sociedade esta carente e precisamos apresenta um Deus que preencha esse vazio no homem, e a trindade é o ponto chave neste momento, pois é apresentado três formas de Deus agir diferente mas que se completam e abraçam o homem de maneira de uma maneira extraordinária que faz com que ele se sinta completo.

    ResponderExcluir
  10. Acredito que a doutrina da trindade é bíblica e fundamental para ensino Cristão. Negar essa doutrina é rejeitar todo o plano de redenção de Deus para a salvação do homem por intermédio do seu filho Jesus Cristo. A meu ver, todo cristão deve estudar essa doutrina que é de grande relevância para a fé em Cristo Jesus, levando em consideração a aplicabilidade da mesma nos dias de hoje, em ações que sejam relevantes para a transformação integral do homem.

    ResponderExcluir
  11. Aluno: Alcinei Jardim de Souza
    CEFORTE. 2º Período

    Interessante observação sobre a trindade e a modernidade. Entendo que mesmo vivendo em pleno século XXI, o princípio de vivermos uma vida prática das verdades contidas na bíblia não mudaram desde os primórdios. Deus vem revelando seu caráter, seu desejo e salvação ao longo dos tempos. “Este prega como quem tem autoridade”, esta declaração a respeito de Jesus expressa bem a necessidade de vivermos a prática do Evangelho de Cristo, pois é Nele, no filho que conhecemos o caráter do Pai enquanto o Espírito Santo realiza a transformação em nossas vidas.

    ResponderExcluir
  12. Vivemos hoje um período muito difícil no que diz respeito a palavra de Deus, pois é notório em nossa sociedade a sede de Deus que arrebata o nosso povo, este é o melhor momento para anunciar o verdadeiro evangelho de Cristo. Porém observamos uma variedade de doutrinas heréticas varrendo os recantos de nosso país.
    Assim como na época de Jesus, as pessoas procuram uma esperança de vida, uma palavra de conforto, procuram por algo para preencher o vazio de suas almas, um vazio ao qual o indivíduo não consegue explicar, vazio este que é a ausência de Deus em suas vidas. Lamentavelmente na busca por Deus, o homem se depara com uma incógnita, e sua dúvida é exatamente esta, onde ele encontrará o Senhor? E como o encontrará, se existem em nossos dias muitas setas indicando tantos caminhos.
    Para que estes indivíduos sejam alcançados, devemos viver uma vida cristã na sua totalidade, para que O Deus Pai, O Seu Filho Jesus e o Espírito Santo sejam reconhecidos em nós, e desta forma o mundo conhecerá o amor de Deus, através de atitudes e de uma vida de fé e prática fazendo com que o a humanidade entenda o significado da verdadeira trindade e do amor de Deus.

    ResponderExcluir
  13. Costumo dizer que fazemos parte de um geração questionadora a geração que não não absorve qualquer coisa e por conta disso temos a necessidade de ouvir boa palavras, palavras que tragam aprendizado e nos de experiências com Deus e isso só possível através do Espírito Santo que é para todos os Homens (ser humano) independente da classe social e/ou cultural. o Pai, o Filho e o Espírito Santo é para todos.

    ResponderExcluir