terça-feira, 20 de junho de 2017

NOVA REALIDADE MISSIONAL



É bem claro nos Evangelhos e em todo o Novo Testamento que o chamado da Igreja é para espalhar o Reino de Deus por toda a parte. Nenhuma outra agenda ou missão deve ocupar  a meta de uma Igreja que se proponha a ser cristocêntrica. Este foi o seu viés durante o período do Novo Testamento e, é evidente que por outras finalidades que não se propõe este texto, com o advento da Idade Moderna passou a ocupar o rol de prioridades tanto do catolicismo quanto do protestantismo. Por volta do século XVIII começou os envios protestantes para as nações que estavam em trevas. Com isso, houve um grande ardor nas vidas de jovens evangélicos, como já houvera no ceio do catolicismo no final do século XVI, para se entregarem à obra de evangelização das nações. O próprio Brasil foi alcançado por meio desta atmosfera que envolvia os crentes neste momento da história.
Ainda durante o século XX, este ardor imperou, no entanto, os motivos já não eram mais o de expansão do Reino de Deus, com isso chegamos no século XXI e o foco missional foi apagado no meio das grandes denominações, com isso o "espalhar do Reino de Deus" foi substituído por investimento. Investimento que só é feito quando se tem um retorno a curto ou médio prazo dos recursos investidos. A visão franciscana de que "é dando que se recebe" não tem o alcance imaginado pelos investimentos clericais modernos, pois a nossa recompensa está nos céus como afirma o texto bíblico!
Neste momento vemos um movimento "estranho no mundo" em que milhões de indivíduos estão migrando de territórios conhecidamente atrozes ao Evangelho de Cristo e com isso, já que a Igreja não está mais disponível a ir, Deus, que tem o controle de tudo em suas mãos, está trazendo essas multidões de locais distintos para o Ocidente predominantemente cristão. É o momento das diversas denominações brasileiras se organizarem e elaborarem estratégias para poder se aproximar e levar a cristo estas pessoas. Vivemos o dualismo entre a preocupação no Brasil da falta de empregos e segurança financeira com o agravamento social da chegadas dessas "hostes populacionais". No entanto, eu vejo como uma Porta Aberta por Deus para sua igreja acolher e servir com o Evangelho de Cristo estes povos.



Obs.: *A Igreja Metodista Wesleyana em Mananciais a um ano abraçou 5 jovens do Congo e 1 de Gana e tem investido nas vidas desses meninos para que eles possam no futuro voltar aos seus países com a semente do Evangelho para espalharem entre os seus!   

quinta-feira, 15 de junho de 2017

CONVALIDAÇÃO EM TEOLOGIA ESTÁ ACABANDO!

ÚLTIMO ANO PARA CONVALIDAR SEU DIPLOMA
Estimad@s
No último dia 08 de setembro de 2016 o Ministro da Educação homologou o Parecer CNE/CES 60/2014 que estabelece as novas diretrizes curriculares para os cursos de bacharelado em teologia.
Anexo ao citado Parecer, foi editada uma Resolução, também do CNE/CES, que normatiza os cursos de bacharelado em teologia e que estabelece novas regras para o processo de integralização de créditos dos cursos livres de teologia, conhecido como Convalidação, definindo que o mesmo ainda pode funcionar pelo prazo de um ano, a partir da data de publicação do citado Parecer (08/09/2016). Isto significa que poderão ser abertas novas turmas de Convalidação até, no máximo, o dia 07 de setembro de 2017.
Informamos que ofereceremos mais 4 oportunidades para você convalidar o seu curso livre. Novas turmas iniciarão nas seguintes datas:
  • 28 de novembro de 2016
  • 06 de março de 2017
  • 29 de maio de 2017
  • 28 de agosto de 2017
Não perca a oportunidade de fazer valer os seus estudos teológicos. Aproveite uma dessas datas para convalidar o seu curso.​

Fonte: http://www.faculdadeunida.com.br/site/cursos/cursos-graduacao/graduacao-convalidacao/sobre-o-curso

terça-feira, 7 de março de 2017

O CORAÇÃO REPLETO DE FERIDAS.

O CORAÇÃO REPLETO DE FERIDAS.
1 Co. 13:4-5
I – INTRODUÇÃO: Em 1986, o pelicano era o navio mais indesejado do mundo. Desde então, ele tem sido o vagabundo dos mares. Ninguém o quer. O Sri Lanka não o quer. As Bermudas não o querem. A República Dominicana o expulsou. As mesmas coisas fizeram a Holanda, as Antilhas e Honduras. O problema não é o navio. Embora enferrujado e inoportuno, o cargueiro de 466 pés apresenta boas condições de navegação. O problema não é a propriedade do navio. Os proprietários atualizaram a licença e as taxas foram pagas. O problema não é a tripulação. Eles podem sentir-se indesejados, mas não são ineficientes.
Então, qual é o problema? Qual é a causa de para anos de rejeição? Por que o Pelicano se tornou o navio mais indesejado do mundo? É SIMPLES. ELE ESTÁ CHEIO DE LIXO. QUINZE MIL TONELADAS DE LIXO. CASCAS DE LARANJA. GARRAFAS DE CERVEJA. JORNAIS. RESTOS DE CACHORROS-QUENTES. O lixo do longo verão da Filadélfia de 1986. Foi quando os trabalhadores municipais fizeram greve e o lixo cresceu mais e mais. Foi quando o estado da Geórgia o recusou e Nova Jersey não o quis. Ninguém quis o lixo da Filadélfia.
 Foi assim que o Pelicano entrou em cena. Os proprietários pensaram que ganhariam um dinheiro fácil com o transporte do lixo. O material foi queimado e o navio foi carregado com as cinzas. Mas ninguém as quer. No início, o problema era sua grande quantidade. No final, era um lixo muito antigo. Quem vai querer lixo potencialmente tóxico?
A situação do Pelicano é uma prova. Navios cheios de lixo encontram poucos amigos. A situação do Pelicano é uma parábola. Coração cheios de lixo não tem melhor sorte.
II – UMA VIDA CHEIA DE LIXO: Imagino que alguém pode se comparar ao Pelicano. Será que você também não é rejeitado no cais? Será que não está navegando para longe dos seus amigos e parentes? Se for assim, você deve verificar a bagagem que está em seu coração. Quem vai querer oferecer espaço no cais para um coração que cheira mal? A vida tem seu próprio modo de descarregar o seu lixo no convés de nosso navio. O seu marido trabalha muito; a sua esposa reclama muito; o seu chefe exige muito; os seus filhos choramingam muito. O resultado? Lixo. Cargas e mais cargas de ira; culpa; pessimismo; amargura; intolerância; ansiedade; decepção; impaciência. Tudo isso vai se acumulando.
O lixo nos afeta; contamina nossos relacionamentos. Foi assim com Caim. Teve ira em sua mente antes de ter sangue em suas mãos. E Marta? Marta apresentou uma atitude intrometida, antes de mostrar-se contenciosa com a sua língua. E o que dizer dos fariseus? Eles mataram Cristo em seus corações antes de assassiná-lo na cruz.
Preste atenção: “Os pensamentos de hoje serão as ações de amanhã.”
·         O ciúme de hoje será o ataque temperamental de amanhã.
·         A intolerância de hoje será o crime odioso de amanhã.
·         A ira de hoje será a brutalidade de amanhã.
·         A luxúria de hoje será o adultério de amanhã.
·         A cobiça de hoje será a fraude de amanhã.
·         A culpa de hoje será o medo de amanhã.
III – EVITE ESTA CARGA: Os pensamentos de hoje são as ações de amanhã. É por isso que Paulo escreve: “O amor... não guarda mágoas.” (1.Co. 13:5) ? Mantenha o lixo a bordo, e as pessoas sentirão o seu mau cheiro. Os problemas do Pelicano começaram com o primeiro carregamento. A tripulação deveria tê-lo rejeitado desde o início. A vida de todos a bordo teria sido muito mais fácil se não tivessem permitido que o lixo se acumulasse.
A vida será melhor para você se fizer o mesmo. Nunca esqueça que temos opção: você pode decidir não acumular o lixo como, “não vou ficar de mau-humor (estou); não vou ficar sem disposição (está).” Paulo diz que devemos levar cativo todo entendimento à obediência de Cristo. (2 Co.10:5). Quando o lixo pedir entrada em seu navio, vire para ele e diga: Este coração pertence a Deus e vocês (tristeza, dor, sofrimento, ira, culpa, egoísmo, raiva, etc.) não vão subir a bordo!
IV – JESUS FOI NOSSO EXEMPLO: Muitos pensamentos contrários cruzaram o caminho de Jesus. Jesus tinha acabado de profetizar sua morte, sepultamento e ressurreição, mas Pedro não conseguia suportar tais pensamentos. (Mt. 16:22-23).
Você percebe a determinação de Jesus? Um pensamento impuro, um lixo, cruza seu caminho. Ele é tentado a aceitá-lo. Uma vida sem cruz seria agradável. Mas o que Ele faz? Levanta-se na prancha do convés e diz: ”Para trás de mim”. Como se dissesse “você não tem permissão para entrar em minha mente”.   E se você fizesse isso? E se você aprisionasse cada pensamento? E se impedisse que qualquer lixo entrasse em sua mente? E se seguisse o conselho de Salomão: ”Tenha cuidado com o que você pensa, pois a sua vida é dirigida pelos seus pensamentos”, ou ainda, “Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o teu coração, porque dele procedem às saídas da vida” (Pv. 4:23).
Ex.: Colegas de trabalho que lhe fazem ofensa; aborrecimentos com os pais; etc. Não esqueça que fomos feitos para abençoar, Romanos diz: ”Abençoai aos que vos perseguem; abençoais e não amaldiçoeis” (12:14).
V – CONCLUSÃO: Como você pode mudar a situação do Pelicano? Mudando o seu carregamento. Encha o seu convés de flores ao invés de lixo; com presentes ao invés de cinzas e ninguém recusará o navio. Mude o carregamento e você mudará a sua vida.
Da mesma forma mude os seus pensamentos e você mudará a pessoa. SE os pensamentos de hoje são as ações de amanhã, o que acontecerá se enchermos nossas mentes com pensamentos sobre o amor de Deus? Permanecer debaixo da graça de Deus mudará a maneira como nos sentimos em relação aos outros? Paulo diz que sim! Mas não basta conservar as coisas más do lado de fora. Temos que permitir a entrada de coisas boas. Não fazer uma lista do que está errado é insuficiente, temos que cultivar uma lista de bênçãos. Em vez de guardar o que é amargo, guarde o que é doce. Você quer fazer uma lista? Então liste as misericórdias do Senhor; liste quantas vezes Deus lhe perdoou. Coloque-se diante do seu Salvador crucificado, pés com pés e face a face, e ore:”Jesus, se podes me perdoar por tê-lo ferido, então eu posso perdoá-los por terem me ferido”. Você não merecia ser ferido por eles. Mas também não merecia ser perdoado pelo Senhor.
Davi, aparentemente sabia o que dizia: ”Deus não nos tratou segundo os nossos pecados, nem nos retribuiu segundo as nossas iniqüidades” (Sl. 103.10). E ele quis dizer isso quando orou: ”Se tu, Senhor, observares as iniqüidades, Senhor, quem subsistirá? (Sl.130.3).  Ouça, o perdão não foi simplesmente borrifado sobre sua vida. Você não foi salpicado com a graça. Você não foi coberto com partículas de bondade. Foi imerso nela. Foi submerso em misericórdia. Você é um peixe no oceano da graça de Deus. Deixe que isso modifique sua vida! Será que o amor de Deus não faria por você o mesmo que fez pela mulher de Samaria!
·         Discriminada por ser samaritana, mulher, cinco vezes divorciada e agora dividindo a cama com um homem que não lhe dará uma aliança. Certamente não era a mulher mais respeitável de Samaria; uma mulher que ninguém encarregar-lhe-ia de nada na igreja.

Isso torna a ação de Jesus ainda mais surpreendente, ele a encarrega de evangelizar toda a cidade. Antes de terminar o dia, toda a cidade ouve falar de um homem que reivindica ser Deus. “(Ele) disse-me tudo quanto tenho feito” (Jo.4:39), ela lhes diz,porém deixa de dizer o óbvio: ...”e assim mesmo me amou.” Outro Pelicano foi desinfetado para sempre! Quantos outros não foram desinfetados...! ?